Uma criança foi amarrada a uma cadeira com um lençol por não querer dormir a sesta. A mãe ouviu da boca do filho que ele tinha estado amarrado a uma cadeira, com um lençol, porque não quis dormir a sesta na creche que frequentava.

Chegados à creche, em Vila Nova de Gaia, onde o menino estava desde os sete meses, Lucas terá contado à mãe o sucedido.

«Dirigi-me de imediato à gerência e falei com a educadora. Ela admitiu logo. Disse que foi um momento de desespero, pois estava sozinha com mais 43 crianças. Caiu-me tudo. Ela admitiu que o tinha amarrado a uma cadeira na sala onde dormem os meninos, mas o meu filho diz-me que esteve numa sala sozinho», diz ainda.

“O meu filho tem umas cinco fichas de ocorrência por ser violento. Eu sei que ele é uma criança difícil, irrequieto e impulsivo, mas também sei que tem 4 anos. E ainda me disseram: ‘Se tem tantas queixas leve daqui o seu filho que nós agradecemos.’ Ele em casa não é violento”, revelou a mãe.