Cristina Ferreira culpa Daniel Oliveira por ter trocado a SIC pela TVI. A apresentadora já deu a conhecer em tribunal a sua defesa sobre o pedido de indemnização da SIC de 20 milhões de euros por ter abandonado o canal No documento a apresentadora culpa Daniel Oliveira.

Segundo a ‘TV 7 Dias’, Cristina crefere “já trabalhava como apresentadora de televisão há 17 anos” e só um cargo de direção teria feito a então estrela da TVI a mudar de canal. Um novo papel na televisão “correspondia àquilo que a mesma entendia ser o passo seguinte da sua carreira em televisão, pelo que para si era muito importante esse desempenho”.

“Cristina Ferreira recorda-se de lhe ter sido dito que iria assessorar diretamente o diretor de Programação e Entretenimento, Daniel Oliveira, e que teria uma participação ativa nas decisões deste no que diz respeito à direção estratégica e de programação de toda a área de Entretenimento”, mas, mais de um ano depois a apresentadora estava sem o cargo prometido.

Além do ordenado. Cristina Ferreira ganhava mais de 7 mil euros por mês na SIC por um cargo que não a deixaram exercer. A única liberdade total que teria, refere, era no seu programa da manhã, o que a levou a queixar-se “em algumas ocasiões do seu desagrado”, por exemplo, em “almoços ocorridos entre si e Francisco Pedro Balsemão [CEO da Impresa], onde este, ouvindo-a, lhe assegurou que iria mudar esta situação”.

Pra ela, Daniel Oliveira “não mantinha relação com a ré e não a consultava, mesmo após aquelas promessas de Francisco Pedro Balsemão”. Cristina viu “frustradas as suas legítimas expectativas e direitos”.

Cristina admite que recebeu uma proposta de aumento do ordenado, no valor de 10 mil euros mensais, bem como “cinco por cento das ações da empresas e (finalmente) trabalho e um cargo de direção nas áeras de programas de entretenimento”, mas “Embora esta proposta da SIC fosse financeiramente vantajosa, decidiu então dissolver à mesma o contrato, ciente que tinha feito um excelente trabalho”, lê-se.