Quando é para ser, o destino simplesmente encontra uma forma. Quando um romance é para ser ele flui de uma forma tão natural quanto as águas de um rio caudaloso.

Conheceste uma pessoa que te deixou impactado, o teu coração bateu acelerado, de uma forma totalmente diferente, ficaste zonzo, deixaste a taça de vinho cair na camisa novinha, até perdeste um pouco fôlego, a alma saiu e voltou por alguns segundos… então surge a grande dúvida: por que será que estou a sentir isso? Será se essa pessoa sente o mesmo por mim?

Algumas vezes o que está a acontecer é simplesmente uma atração física misturada com uma tonelada de ansiedade! Neste mundo tão complexo e monótono, precisamos sair da rotina, então surge alguém para nos impulsionar, alguém que nos dá um choque de dopamina.

De repente acordas para a realidade e aquela inquietação ainda te persegue. Será que é para ser? Como saber se é para ser? É fácil… e a resposta está sempre na tua cara.

Quando é para ser, não importa se ele ou ela é 40 anos mais velho. Quando é para ser, não importa se ele ou ela está do outro lado do oceano, não importa o quanto tens na tua conta bancária. Quando é para ser, vocês se encontram em eventos aleatórios, não sentes medo, sentes calmaria e esperança, sabes que em algum momento vai acontecer.

Quando é para ser, até o vestido de casamento ganhas, sem mais, nem menos. Quando é para ser, não adianta nem fugir… quando é para ser, não adianta forçar que não vai rolar.  Não importa se mudaste de cidade, país ou emprego, quando é para acontecer, o destino simplesmente encontra uma forma.

Tudo acontece no momento propício. Para saber se é para ser, é preciso ter paciência e não ir com muita sede ao pote.

Quando for para ser, não vai te faltar nada, tudo será da melhor qualidade possível.

Não te esqueças de que tudo acontece no tempo que é para acontecer, é um ciclo. O universo é organizado.

Créditos: Ádyla Maciel (adaptado)