Sabias que deves avisar o teu gato sempre que fores sair de casa? Embora os gatos possam estar mais equipados do que os cães para lidar com um longo período, sozinhos, é importante não superestimar as habilidades de enfrentamento do seu gato. Os gatos são animais sociais e percebem quando estás prestes a te afastar.  

Despedidas longas e animadas podem causar ansiedade de separação, e que, se não fizeres alarido, o gato aprenderá que as tuas idas e vindas não é grande coisa.

Um novo estudo sugere, porém, que, na verdade, ignorá-lo provavelmente não é a maneira ideal de se despedir.

Os gatos se relacionam com os seus donos ativamente. Eles se sentem mais seguros e protegidos quando os donos estão por perto e podem até sentir stress e ansiedade relacionados à separação quando te ausentas. 

Se o teu gato não chegar perto quando ti quando o chamas, isso não significa necessariamente que ele te está a ignorar. Pode ser que ele esteja reagindo de forma não verbal e simplesmente não estejas a perceber.

Os gatos não têm habilidades cognitivas para interpretar a linguagem humana, mas eles reconhecem quando falas com eles. 

Os gatos podem não processar a linguagem humana da mesma forma que os humanos, mas estudos mostram que os gatos reconhecem e, em alguns casos, respondem a vocalizações, gestos e expressões humanas – se eles têm vontade, é claro.

Ninguém sabe ao certo qual rotina funciona melhor para a maioria dos gatos, porque uma ampla pesquisa ainda não foi feita.

No entanto, acariciar um gato enquanto se fala suavemente ao sair de casa resulta num animal de estimação mais calmo, com menor frequência cardíaca e menor nível de cortisol ( hormona do stress).

Cada gato é único, mas a maioria dos gatos adultos saudáveis ​​pode ser deixado sozinho durante um dia de trabalho de em média oito horas. No entanto, se estás fora de casa regularmente de 10 a 12 horas por dia e não tens muito tempo para ficar com teu gato, ele pode precisar de cuidados extras.