Os pais de Matilde já confirmaram que o Estado português vai comparticipar medicamento da filha. A bebé iniciou ontem os tratamentos com o medicamento que existe no nosso país, mas o fármaco de 2 milhões, feito nos Estados Unidos, será comparticipado por Portugal.

OS portugueses foram extremamente solidários com o caso da pequena Matilde que começou ontem a receber o tratamento existente em Portugal, ou seja, o fármaco Spinraza, comparticipado pelo Estado. 

Os pais da bebé confirmaram ainda, nas suasredes sociais, que o Estado  irá também comparticipar o fármaco Zolgensma, único medicamento que poderá dar esperança de vida com qualidade a Matilde, diagnosticada com Atrofia Espinhal Muscular.

Este tratamento milionário de dois milhões é produzido nos Estados Unidos e numa publicação no Facebook, os pais da criança falaram de como tem estado a menina: «A Matilde já fica mais tempo sem o suporte respiratório e, de dia para dia, está a ficar melhor», dizem. 

Os pais afirmam ainda que «todas as crianças com AME – Tipo I, e que estiverem clinicamente aptas, poderão ser abrangidas pelo Zolgensma e o pedido deste novo medicamento é comparticipado pelo Estado»

No que respeita ao dinheiro conseguido através da onda de solidariedade, os pais de Matilde voltaram a reforçar que todo o valor que não seja utilizado com a filha, será entregue a outras crianças com a mesma doença da filha.. 

No facebook, esta foi a mensagem deixada pelos pais de Matilde:

«Olá amigos,

A Matilde já fica mais tempo sem o suporte respiratório, de dia para dia está a ficar melhor.

Hoje de manhã fomos esclarecidos dos próximos passos e queremos partilhar com vocês:

A Matilde vai fazer o Spinraza (tratamento que ja existe em Portugal) amanhã de manhã, pois é o que está disponível neste momento e vai ajudar a travar a doença

O novo tratamento (Zolgensma)nos EUA sempre foi a nossa opção, mas agora é possível administrar o Zolgensma em Portugal e de forma segura, e clinicamente melhor para a Matilde, ou seja a parte burocrática foi ultrapassada.

Temos informação que todas as crianças com AME tipo I e que tiverem aptas clinicamente poderão ser abrangidas pelo zolgensma, e que o pedido especial deste novo medicamento é comparticipado pelo estado.

Mantemos o nosso compromisso que todo o valor que não for utilizado para a Matilde será para as outras “Matildes”.

Beijinhos nos vossos corações.
Estaremos eternamente gratos.»