As famílias mais vulneráveis irão receber apoio de 60 euros, para colmatar o aumento do preço dos bens alimentares.

De acordo com informação do Ministério do Trabalho à Lusa: “Este apoio será de 60 euros, pago de uma só vez em abril”.

A guerra na Ucrânia originou o aumento dos preços de bens alimentares de primeira necessidade e o apoio será fornecido às famílias com tarifa social de eletricidade e outras prestações sociais.

O valor será pago de forma “de forma automática e oficiosa”.