O FC Porto está envolvido polémica devido a revelações de Rui Pinto. Em causa estão suspeitas de crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais, de acordo com informação do ‘Correio da Manhã’ (CM).

Rui Pinto divulgou no Futebol Leaks estas informações, avança o mesmo jornal. O hacker tem estado a colaborar com a Justiça no que toca a inúmeros casos do mundo do futebol e no que respeita ao FC Porto, Rui Pinto facultou documentos que mostram que muitos negócios entre o Portimonense e o FC Porto foram “financiamentos encapotados de Theodoro Fonseca”, um empresário brasileiro.

Um desses primeiros negócios, foi a venda de Hulk que rendeu 13 milhões de euros, de acordo com o mesmo jornal que indica ainda que: “as transferências foram feitas através de uma outra empresa de Teo, a Channel Entertainment Inc, que também está sediada num paraíso fiscal”.