O apego dos gatos aos donos é semelhante ao dos bebés aos pais. Os felinos também estão a procurar o manto dos nossos melhores e especiais amigos, depois que os cientistas tiraram algumas conclusões surpreendentes em pesquisas recentes.

Cientistas da Oregon State University conduziram um estudo e provaram que os nossos felinos favoritos podem formar laços seguros com os seus donos. O que isso significa é que os gatos, por mais arrogantes ou distantes que eles possam agir, realmente se importam connosco e pensam em nós como os seus cuidadores.

Estudos sobre o comportamento de apego envolvem o reunir crianças com os seus pais ou responsáveis ​​após um curto período de ausência. Anteriormente, os pesquisadores descobriram que bebés humanos, macacos e cachorrinhos podem se apegar de maneira segura ou não aos seus pais.

Naturalmente, os cientistas decidiram testar essa teoria com gatinhos também e as pesquisas mostram que eles também podem formar laços seguros com os seus donos…

Bem, os cientistas descobriram que cerca de dois terços (ou 65% para ser exato) dos gatinhos estavam firmemente ligados aos seus donos. Além disso, esses laços permaneceram firmes até à sua idade adulta. A proporção de vínculos seguros para vínculos inseguros também é quase idêntica à encontrada em bebés humanos…

…assim como em cães e macacos!

Mas o que exatamente é uma ligação (in)segura? Bem, é bem simples. Um vínculo seguro significa que, quando o dono de um gatinho voltar para ele, o gato lhe prestará atenção e explorará o seu envolvimento. Enquanto isso, um vínculo inseguro significa que o gatinho está seriamente stressado: evita o seu dono e tem a linguagem corporal de um animal que está ansioso.

Isso significa que dois terços dos felinos vêem os donos como cuidadores ou mesmo pais

A autora do estudo e pesquisadora Kristyn Vitale, da Oregon State University, disse o seguinte ao Science Daily: “Assim como os cães, os gatos demonstram flexibilidade social em relação à ligação com os seres humanos. A maioria dos gatos está firmemente ligada ao dono e os usa como fonte de segurança em um ambiente novo.”

Mesmo que os gatos pareçam arrogantes e distantes, eles realmente se importam conosco

“Depois que um estilo de apego é estabelecido entre o gato e o seu cuidador, ele parece permanecer relativamente estável ao longo do tempo, mesmo após uma intervenção de treinamento e socialização. Gatos inseguros podem correr e esconder-se, ou parecem agir à parte das situações. Há muito tempo existe uma maneira tendenciosa de pensar que todos os gatos se comportam dessa maneira. Mas a maioria dos gatos usa o dono como fonte de segurança. O reu gato depende de ti para se sentir seguro quando está stressado” – explicou Vitale.

Créditos: Catioro Reflexivo