Marco Costa arrasou Bernardo: “Se tivesses tomates, tinhas-me dito na cara”, disse o pasteleiro ao piloto em conversa.

“Eu sou sincero: eu entrego-me na totalidade, mas não estou à espera de receber ninguém na totalidade. Lá fora é que eu vou ver. Gato escaldado de água fria tem medo, já sei como é que é… Este gajo chamou-me de sonso no confessionário. Um amigo não chama de sonso”.

“Tu falaste de mim nas minhas costas e foi mau, não foi bem. Eu não o fiz e eu não o faço. O que eu disser ali, eu digo na tua cara”, disse Marco Costa.

Bernardo Sousa respondeu: “Ainda bem que eu expresso as coisas, é que eu, ao menos, digo da boca para fora”, disse Bernardo, ao que Marco retorquiu: “Se tivesses tomates, tinhas-me dito na cara: ‘Oh Marco, tu és um sonso do c*. E eu dizia-te: ‘Porquê?’. E tu ias-me explicar. É muito pior ouvir ali [na TV]… Sabes agora como é que está a minha confiança em relação a ti?”, questionou o pasteleiro.

Marco concluiu afirmando ainda: “Uma coisa é teres mau feitio, outra coisa é falares mal de mim… Eu não falei mal de ti a ninguém… Tu falaste mal de mim e nem sequer tiveste tomates para me falar na cara… Mas sabes uma coisa? Isso é a tua cena, foste tu que disseste aquilo não fui eu… Eu tenho o meu feitio, digo as minhas coisas, mas eu não falo mal de ninguém”.