Matilde deverá ter alta brevemente e o dinheiro doado já está a ser distribuído. A bebé continua internada mas a evoluir favoravelmente.

Numa publicação no Facebook, os pais da bebé voltaram a deixar uma mensagem afirmando que a filha terminou a toma do antibiótico e que «os médicos já falaram numa possível alta».

«Tenho boas notícias, deixei de tomar o antibiótico e os médicos já falaram numa possível alta. Os meus papás têm treinado as técnicas de utilização dos aparelhos e suporte básico de vida para poderem cuidar bem de mim em casa», escreveram na publicação.

Matilde iniciou no inicio desta semana o tratamento com o medicamento existente em Portugal para tratar esta doença, o Spinraza.

Este é o único disponível em Portugal para “ajudar a travar a doença”. De acordo com a família, o Zolgensma, medicamento mais caro do mundo e fundamental para a cura, vai ser comparticipado em breve pelo Estado sem a necessidade de sair do País.

Por outro lado, foi também anunciado pelos pais da criança na página de Facebook de apoio a Matilde que parte do dinheiro doado pelos portugueses para o tratamento da bebé vai começar a ser distribuído para os pais de duas crianças com a mesma doença.

“Já contactámos a mamã da Natália (Andrea Silva) e a mamã do Mateus (Maria Terra)”, escreveram os pais da bebé. 

De acordo com a publicação, o valor será distribuído para “assegurar todas as terapias, equipamentos e acessórios” com o objectivo de combater a Atrofia Muscular Espinal tipo 1, doença genética rara que provoca fraqueza muscular grave e progressiva.

A família de Matilde desconhece ainda qual o montante que será necessário para a manutenção de cuidados à menina.