Pais foram a tribunal para obrigar filho de 30 anos a sair de casa. Christina e Mark Rotondo, residem nos Estados Unidos e estavam cansados de sustentar filho Michael Rotondo, de 30 anos que nada fazia em casa mas recusava-se a sair da mesma.

De acordo com a CNN, os pais revoltaram-se porque, mesmo deixando cinco avisos e uma oferta em dinheiro para apoiá-lo no início da sua nova vida, ele não se mudou.

Os pais juntaram ao processo judicial provas das cinco notificações que entregaram a Michael, mas ele nunca lhes deu resposta.

No tribunal, Michael pediu ao juiz que a reivindicação dos pais fosse rejeitada, alegando que, nos últimos oito anos, eles nunca exigiram dele que os ajudasse nas despesas e tarefas domésticas.

Ainda argumentou que já havia uma exigência de lei afirmando que é necessário um aviso prévio de seis meses para que o inquilino possa ser removido através de expulsão. No entanto, o juiz responsável pelo caso ficou do lado dos pais, e concedeu-lhes o despejo.

Revoltado, Michael disse que não pretendia se reconciliar com os pais e que apenas queria “sair da situação”. A mudança aconteceu 10 dias após a decisão.