Quem te ignora hoje, pode precisar de ti amanhã. O mundo gira. Às vezes encontramo-nos tão cegos que não vemos como as outras pessoas podem chegar a manipular-nos e a aproveitarem-se de nós para seu próprio benefício.

Dizem que, quanto mais uma pessoa ignora a outra, mais interessada a segunda ficará. Às vezes, funciona. Talvez porque nos agrade esse jogo de prende e solta em que parece que um é o gato e o outro é o rato.

No entanto… O que acontece quando isso nos faz mal?

Tendemos a nos “agarrar” a quem não faz mais do que desaparecer. Não dá sinais de vida. Ignora. Não mostra interesse. Quando aparece de novo, sentes alívio e o vínculo se torna mais forte.

Cuidado! Abre os olhos. Pode ser que estejas diante de um manipulador emocional.

Quando gostamos de alguém, nós enganamos a nós mesmos. De repente, começamos a ver certos sinais que interpretamos como querer ou necessidade.

Isso alimenta nossa crença de que a pessoa pela qual nos sentimos atraídos e de quem gostamos se preocupa conosco, quer formalizar a situação… Apesar de nos ignorar.

Não te precipites. Isso é o que queres ver. No entanto, por que não tentas ver de outro ponto de vista?

Só entra em contato contigo quando quer, mas quando não é assim, não dá sinais de vida. Portanto, está a usar-te. Adiou um compromisso que tinha para ficar com os amigos ou fazer outros planos que lhe agradavam mais; mostrando que não gosta tanto de ti como acreditavas.

Alguma vez afastou-se no meio de uma conversa, pois não ésa prioridade; já que nem sequer se preocupa em te dar uma simples frase de despedida.

É possível que justifiques isso com frases como “é que precisa do seu próprio espaço“, “não quer se sentir sufocado”, “é muito independente”… Essas desculpas não fazem mais do que lesar a tua dignidade.

É o momento de retirar a venda que te impede de ver a realidade tal como é. Mas, primeiro, verifique se não és uma pessoa dependente. Essa necessidade de estar a teu lado, de ser importante para alguém, faz com que te submetas e aceites atitudes que jamais suportarias de um amigo.

Assim, é o momento de observar. Analisa tudo. Dessa forma, conseguirás tirar a venda que tapa os teus olhos.

Não fiques preso a quem te ignora. Estar “na coleira” é muito excitante, até que começa a doer. Por isso, é preciso falar claro e não permitir que as outras pessoas brinquem conosco.

Às vezes, isso é nossa culpa. Não queres ver que o outro te ignora, que não faz questão de ti, que só está a usar-te.

No entanto, agora a pergunta é…Preferes ver a realidade ou virar as costas para ela?

Créditos: Melhor com Saúde