Se te tornaste melhor ao lado de alguém, com certeza, é amor! “O amor só é lindo quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.”

Chega Mário Quintana buzinando tais palavras ao meu ouvido, enquanto lágrimas se derramam ao assistir um lindo vídeo de um casal de amigos que eu posso afirmar, com toda certeza, que se amam de verdade.

Muitos poderiam até dizer: “que nada! Eles estão vivendo num conto de fadas, uma hora a venda cai” E eu digo que não. Não penso assim. Não no caso deles. Porque como Mario Quintana mesmo diz, o amor só é lindo quando o outro se transforma em alguém melhor e foi exactamente isso o que aconteceu. Não que eles fossem más antes, mas tornaram-se melhores juntos.

Então, eu me deparo com o amor e seu verdadeiro significado: ele nos faz melhores! Se chegas aqui, pertinho de mim, e me diz que não tinha ciúmes antes dele… Que era um cara sereno e tranquilo antes dela… Que passaste a fazer coisas que antes não fazia e que, detalhe, não são legais… algo está errado!

Apertem todos os botões de alerta porque, meu amigo, se tens te tornado alguém PIOR, o sentimento que os liga não pode ser bom para ti.

Quando duas pessoas se amam, elas crescem juntas, elas aprendem juntas. Uma sabe um pouquinho disso e a outra um pouquinho daquilo e ambas se completam. São professores e alunos. São felizes.

Rastejei por essa vida atrás de um sentimento profundo que me tirasse da normalidade, sem me intoxicar. Rastejarei por essa terra, navegarei mares, desvendarei céus e correntezas. Serei mais corajosa, serei mais humana, mais mulher.

Porque o amor é isso aí, faz-nos mais ousados, mais valentes e guerreiros. O medo, ah… o medo! Ele continua junto e, muitas vezes, bem agarrado ao coração. Mas revertes, enfrentas.

O amor, ah… o amor! Ele faz uma formiga tornar-se um tiranossauro e um homem franzino tornar-se um gigante. E porque não falar de amor?

Esse sentimento que está tatuado em minha pele e a decorar as paredes do meu coração?

Acredita, se te tornaste alguém melhor ao lado de outra pessoa, é muito provável que estejas a amar.

Créditos: Cris Souza Fontês