Uma irmã não é só uma amiga, ela é o nosso coração. O vínculo que estabelecemos com elas vai além do familiar. É uma companheira de batalhas, o pilar quotidiano e inquebrável com quem sempre podemos contar.

Apesar de podermos ter diferenças, e do facto de que os anos de adolescência ou infância foram, muitas vezes, um campo de competição, discussões, roupas para dividir e invejas para esconder, ao final os anos nos fizeram compreender a importância deste laço.

Com frequência costuma-se dizer que a verdadeira família é aquela que a pessoa escolhe, sem a necessidade de um mesmo código genético. Isso é verdade, todos sabemos. No entanto, muitas vezes a união que se estabelece com uma irmã supera qualquer relação.

É uma conexão emocional, biológica e de intimidade tão exclusiva que quem tem a sorte de ter uma irmã sabe muito bem que é um autêntico tesouro que precisamos cuidar e valorizar.

Uma irmã, o vínculo que transcende a própria família

É possível que tenhas passado algum tempo sem falar com a tua irmã. A vida, em algumas ocasiões, nos coloca em encruzilhadas estranhas onde pesa muito o orgulho, ou as discrepâncias marcadas por um momento de pouco tacto.

No entanto, apesar da distância e da irritação, o coração sempre fica magoado e é difícil manter por muito tempo esta separação, esta inimizade. No final das contas é nossa irmã menor, ou mais velha, quem sempre nos guiou e nos aconselhou da forma mais acertada.

Em algumas ocasiões é quase incrível como, apesar de terem recebido a mesma educação, de terem vivido as mesmas coisas, cada irmã acaba por ser muito diferente da outra.

Há as reacionárias e rebeldes, as que nos ensinaram a defender os nossos espaços, os nossos direitos, a termos voz e saber escolher o que é melhor para nós.

Outras irmãs, por outro lado, são um mar de calma e equilíbrio que sempre sabem nos oferecer conselhos valiosos. São o apoio em dias de dificuldade em que nos sentidos ouvidas e compreendidas.

Não há motivo para que os irmãos partilhem a mesma personalidade. Assim como os filhos não são cópia dos pais, entre irmãos costumam estar presentes interesses muito diferentes e reações muito distintas sobre as mesmas coisas.

Isso é também uma ajuda e uma forma de crescer, já que eles podem se complementar em muitos aspectos.

Quando não são necessárias palavras

Não é preciso indicar a uma irmã que estamos mal quando estamos frente a frente com ela. O vínculo emocional de sangue e a experiência fazem com que ela perceba, quase instantaneamente, que algo está errado.

É aí que surge a proximidade e a preocupação que tanto nos reconfortam.

Apesar de termos amigas, parceiros, e de contarmos com os nossos pais, uma irmã partilha conosco todo um legado de histórias e situações que as farão compreender muito bem de que maneira podem nos ajudar.

Não importa se houver um oceano entre nós, se a maturidade e as nossas histórias nos obrigaram a nos separarmos para formarmos as nossas próprias famílias.

A preocupação e o interesse pela irmã sempre estarão presentes. É algo natural e quase instintivo. Chamadas, mensagens… sempre haverá um modo de contar com este apoio, com este interesse contínuo pela outra metade de nosso coração de quem tanto sentimos falta.

Ninguém nos diz a verdade com tanta sinceridade como a nossa irmã
Talvez sejam os anos, ou tudo que foi partilhado, mas sabemos muito bem que a nossa irmã sempre nos dirá a verdade de forma sincera e quase sem anestesia.

Uma irmã não sente a obrigação de ser condescendente, nem ao menos de nos agradar com falsos convencionalismos. Ela sabe que a sinceridade é parte deste laço familiar e é, sem dúvida, o que sempre esperamos dela.

Uma irmã sempre será mais do que uma amiga porque passamos com elas por diversas vicissitudes. A experiência da infância, muitas vezes complicada, estas falhas da juventude onde tivemos o seu apoio, e a maturidade à qual ambas chegaram são triunfos pessoais compartilhados que deixam marcas maravilhosas.

Marcas no coração…

Se neste momento estiveres distante da tua irmã por uma pequena desavença, guarda o teu orgulho e fica a saberque isso não vale a pena.

A vida é muito mais simples do que pensamos, e o apoio entre irmãos é um presente especial do qual deveríamos desfrutar todos os dias.